domingo, 20 de março de 2011

As partículas fundamentais

Partículas elementares são aquelas que não são formadas por nenhuma outra e a partir das quais todas as outras são formadas. Elas são separadas em três grupos chamados de Léptons, Quarks e Mediadores. Todas essas partículas possuem antipartículas que também são consideradas fundamentais.
De acordo com o modelo atõmico de Bohr, os átomos são formados por elétrons que estão em órbita em torno de um núcleo que é formado por prótons e nêutrons. Estes não são partículas elementares, eles são formados por partículas ainda menores, que são indivisíveis. Os prótons e os nêutros são formados por três quarks.
Existem 12 léptons, 36 quarks, 12 mediadores e a misteriosa Partícula de Higgs (o Bóson de Higgs). Portanto, 61 partículas fundamentais.
Os elétrons são léptons. São também léptons o neutrino do elétron, o muon, o neutrino do muon, o tau e o neutrino do tau. E também as suas respectivas antipartículas. A antipartícula do elétron é o pósitron.
Os quarks estão no núcleo do átomo e podem ser de seis tipos: UP, DOWN, STRANGE, CHARM, BOTTOM e TOP (u, d, s, s, b e t, respectivamente). Cada um deles tem a sua respectiva antipartícula e todos possuem 3 cores. Logo, existem 36 quarks. O próton é formado dois quarks up e um quark down (uud); o nêutron é formado por um quark up  e dois quarks down (udd).
Existem apenas 4 forças ou interações fundamentais na natureza: a força gravitacional, a força eletromagnética, a força nuclear fraca e a força nuclear forte. De acordo com a Teoria Quântica de Campos cada uma dessas forças é mediada pela troca de uma partícula chamada de "mediador". Esses mediadores transmitem a força entre uma partícula e outra. A interação gravitacional é mediada pelo graviton. A interação eletromagnética é mediada pelo fóton. A interação fraca pelos bósons vetoriais intermediários e a interação forte pelo glúon. Existem oito tipos de glúon.
O Modelo Padrão é a explicação teórica elementar colocada em cena pela Física; de acordo com este conjunto de conhecimentos, que estuda a relação entre os corpúsculos subatômicos, o Bóson de Higgs seria o elemento crucial que permitiria ao Homem compreender como se corporifica a massa em meio a toda energia que configura o Cosmos. Daí ele ser denominado pelos estudiosos a “Partícula de Deus”.

Para saber mais sobre partículas fundamentais:
Sobre o Discreto Charme das Partículas Elementares - Maria Cristina Abdalla - UNESP - SP
A Aventura da Partículas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sapo no Saco

E era o sapo dentro do saco E o saco com sapo dentro E o sapo fazendo papo E o papo fazendo vento E era o sapo dentro do saco E o saco ...