sexta-feira, 1 de julho de 2011

Cia.2 de Teatro estréia o espetáculo FACÍNORA na Casa de Cultura Laura Alvin no Rio

Facínora é uma comédia de humor negro que faz uma crítica a intolerância humana. Pelos próprios predicativos que o nome título associa-se – perversa, cruel, má, desalmada - a personagem foco(Bruno Caldeira) é a própria versão desses adjetivos, e nos mostra uma realidade com críticas mordazes, expondo toda a sua ironia e sarcasmo contra a sociedade e opiniões públicas. Porfírio(Gustavo Rizzotti), seu marido, mudo, e por vezes, cáustico e patético, representa a sociedade cúmplice.
A Cia. 2 de teatro foi fundada em 1994 pelos mineiros Gustavo Rizzotti e Frederico Magella, integrando o ator Bruno Caldeira em 2004. Participou de nomeados Festivais Nacionais e Internacionais, sendo a primeira Cia. Brasileira a se apresentar na Rússia no ano de 2.000 na cidade de Rostov-on-don, onde participou abrindo o MINIFEST 2.000 com o espetáculo QUE BICHO ÉSSE?, e obteve grande êxito em países como: Equador, Argentina, Chile, México, Peru, Colômbia, Bulgária, Tunísia e Turquia. Inserido em uma linguagem própria, o repertório da companhia inclui espetáculos que misturam teatro físico, teatro de imagens, teatro gestual, música, artes plásticas, mímica, ilusionismo e dança contemporânea. A dramaturgia ganhou força com o espetáculo “Réquiem para um sonho”no Espaço Cultural Sérgio Porto: último trabalho adulto da companhia com sucesso de público e crítica. Nessa mesma linha do “teatro provocativo”, o texto toma frente com a personagem Facínora, sem deixar de buscar na criação, uma linguagem diferenciada. Provocativo e ousado, FACÍNORA é o décimo texto escrito por Bruno Caldeira, primeiro em sua direção, em contrapartida ao décimo trabalho realizado pela Cia.2. O espetáculo estreou no VAC – Verão de Arte Contemporânea, em Belo Horizonte em fevereiro deste ano,um evento importante no quadro cultural de Minas Gerais, onde gerou polêmica, e foi convidado a ser pauta de estudo como tese final de mestrado da advogada Flávia Leão no seu curso de Gestão Cultural da UFMG. Após assistir ao espetáculo 03 (três) vezes, ela mesma discorreu: “As frases ditas pela personagem são fortes e questionadoras. Leva o público a pensar”

“Facínora encena o pior de nós” - Jornal Hoje em Dia / Belo Horizonte

Serviço:
FACÍNORA –Texto: Bruno Caldeira.Direção Coletiva de Bruno Caldeira e Gustavo Rizzotti-Com Bruno Caldeira e Gustavo Rizzotti
Facínora é uma comédia de humor negro que faz uma crítica a intolerância.
Casa de Cultura Laura Alvim
Sala Rogério Cardoso
Av.Vieira Souto,176 Ipanema
Terças e Quartas, às 21 hs. R$30,00. 55 minutos
Temporada: de 05 de Julho a 31 de Agosto
Não recomendado pra menores de 16 anos.

FICHA TÉCNICA
Autor: Bruno Caldeira
Elenco: Bruno Caldeira (Facínora) e Gustavo Rizzotti (Porfírio)
Cenário, figurinos e trilha sonora: Bruno Caldeira
Iluminação: Gustavo Rizzotti
Direção: Bruno Caldeira e Gustavo Rizzotti
Coordenação de produção: Frederico Magella
Realização: Cia.2 de teatro
Divulgação: Frederico Magella
Contatos: 2549-8015 e 83764930
fredericomagella@yahoo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dica de Leitura - Vamos filosofar

A FILOSOFIA NA DESCOBERTA DE UM MANUSCRITO - Marcos Leite Filho de mineiros, da cidade de Ervália, o autor Marcos Leite (Marcos Eduar...