quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Último Teorema de Fermat


O "doodle" do google homenageia esta semana o matemático francês Pierre de Fermat.  Ao passar o mouse por cima do desenho, a descrição da arte diz “eu tenho uma demonstração realmente maravilhosa para esta proposição, mas este doodle é muito pequeno para contê-la”. 
Uma das maiores contribuições de Fermat à matemática foi a proposição conhecida como Último Teorema de Fermat, o qual tem na sua introdução a mesma frase publicada com o doodle. Basicamente, a fórmula que traduz esse Último Teorema é representada como: Xn + Yn = Zn. A partir disso, o matemático defende que não existe um conjunto de número inteiros positivos que satisfaça a equação para as variáveis quando o “n” for maior do que 2.
Fermat também desenvolveu a Teoria da Probabilidade. Nesse caso, o matemático francês trocou opiniões e reflexões por meio de cartas com Pascal. As discussões travadas entre os dois pesquisadores chegou a incentivar Pascal a usar a questão da probabilidade para chegar à crença em Deus.
Pierre de Fermat nasceu no dia 17 de agosto de 1601 em Beaumont-de-Lomages, França, e morreu no dia 12 de janeiro de 1665 em Castres, França. Foi advogado e oficial do governo em Toulouse pela maior parte de sua vida. A matemática era o seu passatempo. Em 1636 Fermat propôs um sistema de geometria analítica semelhante aquele que Descartes proporia um ano depois. O trabalho de Fermat estava baseado em uma reconstrução do trabalho de Apollonius, usando a álgebra de Viète. Um trabalho semelhante conduziu Fermat para descobrir métodos similares para diferenciação e integração por máximos e mínimos.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sapo no Saco

E era o sapo dentro do saco E o saco com sapo dentro E o sapo fazendo papo E o papo fazendo vento E era o sapo dentro do saco E o saco ...