quarta-feira, 23 de novembro de 2011

A "Barreira do Som"

A expressão "barreira do som" nasceu da ideia de que a velocidade do som era o limite da velocidade de voo para uma aeronave. Mas, em 13 de fevereiro de 1947, o piloto Chuck Yeagen, no avião Bell X-1, atingiu a velocidade supersônica (acima da "barreira do som"). A velocidade do som ao nível do mar é de aproximadamente 1220km/h. Essa velocidade é chamada Mach 1, o dobro dela é chamada Mach 2, e assim por diante.
Um aspecto interessante reside no fato de que, no momento em que o avião atravessa a "barreira do som", forma-se uma enorme nuvem a sua volta, que é provocada pela onda de som que avança e comprime a umidade do ar. Essa nuvem é chamada de "cone de Mach".
Também é interessante registrar que um avião voando a velocidade supersônica cria em seu rastro um fenômeno denominado "estampido sônico", um barulho parecido com um trovão. Isso se deve ao fato de todas as ondas sonoras ficarem comprimidas de uma só vez a um observador no chão.
A respeito desse assunto há um outro dado curioso, que se refere ao fato de a "barreira do som" ter sido ultrapassada em terra firme, pela primeira vez, em outubro de 1997, por um carro especialmente projetado por uma equipe inglesa para uma corrida no deserto.
fonte: FÍSICA - aula por aula - Cláudio Xavier & Benigno Barreto - FTD Editora - volume 3 - pag. 287


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sapo no Saco

E era o sapo dentro do saco E o saco com sapo dentro E o sapo fazendo papo E o papo fazendo vento E era o sapo dentro do saco E o saco ...